Diagnóstico Situacional Regionalizado do Maranhão

O Diagnóstico Situacional Regionalizado do Estado Do Maranhão foi elaborado para subsidiar as escutas territoriais, que são parte do processo do Orçamento participativo (OP) 2019 e do Plano Plurianual 2020-2013. A Regionalização adotada pela Secretaria de Estado do Planejamento e Orçamento (Seplan) para a realização do OP 2019 foram as Regiões propostas pelo Instituto Maranhense de Estudos Socioeconômicos e Cartográficos (IMESC), que organiza o Estado em 22 Regiões de Desenvolvimento. Os indicadores que compõem o diagnóstico foram selecionados a partir dos 65 compromissos do Governador Flávio Dino, para os anos 2019-2022, e foram agrupados em oito temas: educação, saúde, habitação e saneamento, assistência social, segurança pública, direitos humanos, produção e economia e infraestrutura. Estes indicadores podem ser também vinculados às outras agendas estratégicas do Governo: Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS), Selo Unicef e Consorcio Brasil Central. No diagnóstico, podem ser encontrados os pontos fortes e os pontos de atenção de cada região, de forma personalizada. Ao fim da apresentação, há uma síntese dos indicadores apresentados.

Diagnóstico Completo
1- Metropolitana
2- Reentrancias Maranhense
3- Lençóis Maranhenses
4- Gurupi
5- Delta das Américas
6- Baixada Maranhense
7- Campos e Lagos
8- Médio Itapecuru
9- Baixo Parnaíba
10- Pindaré
11- Mearim
12- Cocais
13- Timbiras
14- Amazônia Maranhense
15- Serras
16- Médio Mearim
17- Guajajaras
18- Médio Parnaíba
19- Tocantins
20- Alpercatas
21- Sertão Maranhense
22- Gerais de Balsas