Imesc celebra convênio de cooperação técnica com setor produtivo em Imperatriz
Publicado em 08/06/2018

Nesta quinta-feira (07), o presidente do Imesc, Felipe de Holanda, e equipe do Instituto Maranhense de Estudos Socioeconômicos e Cartográficos (Imesc) estiveram em visita à fábrica da Companhia Suzano Papel e Celulose em Imperatriz para celebração do convênio de cooperação técnica entre as duas instituições. O convênio tem por objetivo o compartilhamento de informações de inteligência territorial, tendo em vista a construção do diagnóstico do Zoneamento Ecológico-Econômico do Estado do Maranhão (ZEE/MA).

Em duas semanas, essa é a segunda visita dos técnicos do Imesc em Imperatriz para discutir a construção da cenarização e do prognóstico do Zoneamento Ecológico-Econômico do Bioma Amazônico. Para o presidente do Imesc e também coordenador geral do ZEE/MA, Felipe de Holanda, esse é o momento para construção do prognóstico do ZEE do Bioma Amazônico de forma democrática e transparente com a participação efetiva das instituições e organizações que existem no território.

“Ao ser institucionalizado através de um projeto de lei, o prognóstico irá permitir o chamado ‘ordenamento territorial’ dessa região, tendo em vista a questão da sustentabilidade ambiental junto com o desenvolvimento econômico e social”, explica Felipe de Holanda.

A iniciativa do acordo de cooperação técnica com a Suzano tem em vista a construção da face de cenários do ZEE do Bioma Amazônico, mas abrange diversas outras tratativas, como aponta o presidente do Imesc: “Foi uma importante rodada de conversas e de aprendizados que tivemos em Imperatriz. Pactuamos que também é interessante a discussão voltada para o cenário de 2030, tendo em vista os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável”.

O convênio é uma cooperação que se inicia no processo de construção do ZEE/MA mas vai bastante além disso, pensando em temas que são fundamentais para o desenvolvimento territorial e para o planejamento do estado do Maranhão.

Para o coordenador estadual do ZEE/MA, Luiz Jorge Dias, as informações que serão obtidas através do convênio irão subsidiar uma série de estratégias de pesquisas para que os técnicos do Imesc e do ZEE/MA possam compreender melhor como agir nas diversas escalas de planejamento, em curto, médio e longo prazo.

Participaram do encontro gestores e técnicos da empresa, além do presidente da Suzano Papel e Celulose, Walter Schalka. Foi realizada também uma visita em todas as instalações da fábrica da Suzano. A equipe do Imesc acompanhou todo o processo de produção da celulose, desde o início até o encaminhamento para transporte e exportação.

 “Foi um prazer receber os representantes do IMESC em nossa Unidade e poder mostrar nossas atividades. Acreditamos que com a parceria que firmamos com o Imesc, poderemos contribuir com subsídios e materiais que virão a colaborar com a construção do Zoneamento Ecológico-Econômico do Estado do Maranhão”, Rakel Murad, responsável pela área de Relações Institucionais da Suzano Papel e Celulose no Maranhão.

Diálogo com a sociedade

O Imesc tem avançado no diálogo com toda a sociedade em busca de colaborações com companhias, empresas, instituições de ensino superior e sindicatos para o fornecimento de dados e informações que ampliem o escopo da pesquisa de formulação do ZEE-MA.

Essa rede de diálogos visa uma ampla participação da sociedade civil na construção das políticas públicas de desenvolvimento socioeconômico e do meio ambiente. Tais como organizações dos trabalhadores, do terceiro setor - com destaque às organizações relacionadas ao meio ambiente, organizações territoriais, consórcios intermunicipais, dentre outras instituições que são importantes e podem contribuir efetivamente para construir com a visão integrada de desenvolvimento para o Estado do Maranhão.