Em novembro de 2017, volume de vendas do varejo restrito maranhense cresceu 3,9% em relação ao mês de outubro do mesmo ano
Publicado em 11/01/2018
No mês de novembro de 2017, o volume de vendas do varejo restrito maranhense cresceu 3,9% em relação ao mês de outubro do mesmo ano, segundo aponta a Nota de Comércio Varejista divulgada pelo Instituto Maranhense de Estudos Socioeconômicos e Cartográficos (Imesc), nesta quarta-feira (10). A análise completa da Nota encontra-se disponível no site do Imesc, pelo link: http://imesc.ma.gov.br/portal/Post/view/20/210.
 
Na comparação com novembro de 2016, o volume de vendas do varejo restrito maranhense apresentou crescimento de 8,4%, a nona taxa consecutiva nessa base de comparação. Nos últimos 12 meses, encerrados em novembro de 2017, o mesmo volume registrou alta de 3,7%, a maior taxa de crescimento, nessa base de comparação, desde janeiro de 2015 (+4,6%).
 
Quanto ao varejo ampliado, na comparação com o mesmo mês do ano anterior, o volume de vendas apresentou expansão de 13,5%, a sétima taxa consecutiva de crescimento no ano nessa base de comparação, influenciada sobretudo pela expansão das vendas de veículos novos (+48,6%). No acumulado de 12 meses, encerrados em novembro, o volume de vendas do varejo ampliado aumentou 6,5%.
 
Segundo a economista do Imesc, Marlana Portilho, o ajuste dos preços relativos, tais como inflação e a taxa de juros, principalmente o primeiro, vem contribuindo para a retomada da economia brasileira. “A recuperação mostra reflexo no volume de vendas do varejo maranhense”, apontou a economista.
 
Comércio Varejista Brasileiro
 
O volume de vendas físicas do comércio varejista restrito brasileiro registrou variação positiva de 0,7% em novembro de 2017 em relação ao mês anterior (dados ajustados sazonalmente). Contra o mesmo mês do ano anterior, o volume de vendas cresceu 5,9%, a oitava alta consecutiva nessa base de comparação.
No acumulado do ano, o volume de vendas foi de 1,9% e, no acumulado dos últimos 12 meses, obteve taxa de 1,1%, o que confirma a trajetória de recuperação, iniciada em outubro de 2016 (-6,8%).
 
Quanto ao varejo ampliado brasileiro, o volume de vendas do varejo cresceu 2,5% em novembro de 2017 em relação ao mês anterior. Em relação a novembro de 2016, o varejo ampliado registrou expansão de 8,7%. Nos últimos 12 meses, apresentou crescimento de 2,6%, influenciada principalmente pela expansão do volume de vendas no setor de Material de construção (+8,3%). 
 
No acumulado do ano, o varejo ampliado apresentou expansão de 3,7%, sendo que a atividade de Material de Construção apresentou expansão de 9,2% e Veículos, motocicletas, partes e peças registrou crescimento de 2,4%.
 
Os principais setores que vêm contribuindo para a retomada do volume de vendas do varejo brasileiro em 2017 no acumulado do ano são: Móveis e eletrodomésticos (+9,7%); Material de construção (+9,2%) e Tecidos, vestuário e calçados (+7,7%).